Texto  
 
 
 
Aparatoso acidente rouba vitória a Albuquerque na sua estreia  
Parecia o fim-de-semana perfeito, aquele que Filipe Albuquerque estava a ter em Silverstone na sua estreia no European Le Mans Series. Depois da conquista da 'pole position', o piloto português e os seus companheiros de equipa Simon Dohlan e Harry Tincknel lideravam confortavelmente a prova quando, um acidente aparatoso e violento, envolvendo Dohlan e um adversário hipotecou a subida, quase certa, ao lugar mais alto do pódio.

Coube a Filipe Albuquerque efectuar o arranque, que foi exímio, já que o piloto português manteve a primeira posição e cimentou uma distância confortável para o segundo classificado. Cinquenta minutos volvidos, Filipe cedeu o carro a Simon Dohlan, o 'gentleman driver' da equipa, na primeira posição para este cumprir as 2h20m obrigatórias ao volante. O piloto inglês estava na sua última volta com o Zytek, no comando da prova, quando na dobragem a um adversário, o pior acontece e o carro da JOTA embate fortemente na parede. Desfecho inglório para um equipa que esteve sempre ao seu melhor nível e que se preparava para cantar vitória.

Filipe Albuquerque sabe que os incidentes acontecem mas não escondia alguma frustração: "É difícil julgar o que aconteceu. O acidente foi violento e mais importante que o resultado é que o Simon esteja bem. Ele estava a fazer uma corrida notável e claro, que o que aconteceu deixa-nos todos frustrados. Mas, as corridas são mesmo assim", começou por referir o piloto português.

Uma vitória perdida quando restam apenas quatro provas para o final: "Temos de olhar em frente e fazer o nosso melhor nas restantes provas e ver o que acontece. É a única coisa que pode estar ao nosso alcance", concluiu Filipe Albuquerque.

A próxima prova do European Le Mans Series acontece em Imola a 17 e 18 de Maio.
 
 
   
 
 
     
 
 
 
 
 
Copyright PNC 2007-2016 Design: SNorD   Implementação: B-Way   Programação: AltoDébito